Tenha a rotina matinal de sucesso dos japoneses!

A técnica aprimora a produtividade de equipes de trabalho em apenas 10 minutos

Qual a sua rotina matinal? Acordar, alongar, tomar banho, escovar os dentes e ter um café da manhã reforçado? Cada um tem seu ritual, o fato é que dependendo da rotina adotada, o dia pode ser muito mais produtivo. Foi pensando nisso que os japoneses desenvolveram uma técnica de rotina matinal de sucesso.

O chamado "Chorei" (a pronúncia é "Tcho-re", sem o "i" no final) consiste em uma reunião em pé todos os dias antes de começar o expediente. A ideia era melhorar o desempenho de equipes de alta performance, deu tão certo que hoje é uma das bases da cultura corporativa japonesa. 

Mas o que difere o Chorei de uma reunião comum empresarial? A objetividade e a motivação, não é uma simples reunião para delegar tarefas, mas sim, um conjunto de ações que envolve todas as equipes. É o momento ideal para que os colaboradores: entendam quais são as prioridades da empresa; compartilhem novidades importantes sobre a instituição; partilhem as agendas de trabalho; relembrem os valores e visão da organização; além de trazerem motivação para o dia que começa.

Outro fator de destaque no ritual é a integração entre as pessoas, uma característica comum nas organizações japonesas. Além do Chorei, eles têm outras técnicas que buscam essa reunião entre pessoas, como o bonenkai, que é uma celebração de colegas de trabalho no fim do ano e shain-ryoko, viagens organizadas pela empresa. 

Como adotar na sua empresa

O Chorei é bem simples, uma dica é ir além da simples atualização de tarefas da equipe. Contudo, deve-se levar em consideração três fatores importantes para que a rotina funcione:

  • Pontualidade: esse fator pode não ser o ponto forte de muitos brasileiros, mas é preciso ter disciplina. O Chorei dura pouco tempo, se muitas pessoas chegarem atrasadas, fica inviável realizar a reunião. 

  • Limite de tempo: a objetividade é importantíssima neste processo, não é uma reunião para falar sobre todas as dores da equipe, por exemplo. O ideal é que os colaboradores se organizem para que o Chorei dure entre 10 e 15 minutos.

  • Foco: a equipe precisa sair motivada do Chorei, por isso, o foco principal deve ser atividades que levem a isso.

Como tudo que é novo, pode haver uma certa resistência ou um tempo de adaptação. Por isso, tente adaptar a técnica a realidade da sua equipe, a melhor maneira de fazer isso é ouvindo a opinião de quem participará. O Chorei é fluído e funciona de acordo com o perfil de cada instituição e equipe, não precisa ser engessado.

Você pode sugerir, por exemplo, um dia com meditação guiada, outro em que as pessoas compartilhem suas metas e objetivos, outro dia dedicado a notícias inspiradoras, um dia para cantar uma música ou criar um grito de guerra inspirador e por aí vai.

Na sua empresa tem algum ritual para começar bem o dia? Você adotaria o Chorei? Como seria o seu? Conte para a gente nos comentários. 

Tags: qualidadedevida

Veja mais