Crianças podem ajudar nas tarefas domésticas mais cedo do que se imagina

Confira dicas para fazer todo mundo ajudar, de acordo com a faixa etária

Não é incomum que as mães estejam sobrecarregadas e se dividam entre atividades profissionais e do lar. Sendo assim, é bom saber que a ajuda dos pequenos pode e deve ser solicitada, em alguns casos, mais cedo do que você imagina. Mesmo com pouca idade, a criança já possui capacidade motora suficiente para desempenhar uma série de atividades. E isso é importante para ela, pois, quando é incluída em tarefas domésticas, passa a participar da dinâmica familiar e percebe como as atividades feitas pelos pais são difíceis, valorizando mais esses momentos.

Muitas crianças se sentem valorizadas em poder ajudar a mãe, e as que não gostam muito, aprendem que tudo tem seu lugar. Especialistas apontam o que a criança pode fazer em cada idade, confira:

2 anos

Essa idade permite que você introduza a criança nas tarefas de casa pelo que mais chama atenção dela, ou seja, os brinquedos. Ensine seu filho a arrumá-los de forma que a atividade se torne uma brincadeira. Uma sugestão é arrumar por tipo, tamanho ou cor, aos poucos, ele vai entender o conceito de organização.

3 e 4 anos

Nessa faixa etária, você já pode incentivar o seu filho a arrumar a mochila da escola e a levar o prato de comida até a pia. Você também pode pedir ajuda para organizar alguns objetos da casa, sempre sob sua supervisão. Colocar o sapato dele no lugar e levar a mochila para o quarto, são exemplos de atividades que ele logo vai assimilar e vai passar a fazer de forma espontânea.

5 a 7 anos

Aqui, a criança já começa a entender melhor as noções de responsabilidade e cuidado. Então, ela pode ter mais demandas. Você pode orientá-la a esvaziar o lixo do banheiro, ela pode arrumar a cama e dobrar algumas roupas. Outra tarefa que pode delegar e que eles tendem a gostar é a de regar as plantas.

Acima de 8 anos

Nesta idade, seu filho já tem mais habilidades motoras e é capaz de desempenhar algumas funções maiores sem cometer acidentes (como derrubar e quebrar objetos). Ele consegue ajudar a arrumar a mesa para as refeições, carregar as compras do supermercado e limpar o quarto. É a idade que pode ter a responsabilidade de cuidar de um animal de estimação.

Evite bonificações excessivas

É comum que as crianças esperem por recompensas depois de realizarem as tarefas, principalmente no começo da nova dinâmica da família, mas é importante não valorizá-las. As tarefas domésticas fazem parte da rotina do indivíduo e da família, independentemente do prêmio a receber.

Especialistas recomendam que se invista em recompensas mais abstratas, como a boa sensação de ter um ambiente confortável para viver ou ainda combinar de toda a família se ajudar nas tarefas para dar tempo de fazer um passeio legal juntos.

Organize a rotina

Uma forma bem eficaz de controlar a realização das atividades e fazer com que ninguém esqueça dos seus afazeres é montar uma tabela na geladeira ou em algum outro canto da casa.

O importante é que seja um lugar de fácil acesso para os pequenos e de grande circulação dos pais. Assim, ninguém esquece o que tem de fazer e a mãe pode ficar de olho para controlar o que já foi ou não feito.

Pode parecer difícil no começo, principalmente se os pequenos e o pai demonstrarem algum tipo de resistência, mas, com calma, é possível sim, inserir os novos hábitos para todos.

Tags: casa filhos qualidade de vida

Veja mais