Conheça a ortorexia: distúrbio alimentar da era digital

Saiba como as redes sociais podem contribuir negativamente na forma como as pessoas se alimentam

Os impactos do uso de novas tecnologias, em especial a internet, no nosso cotidiano ainda estão longe de serem amplamente conhecidos. Mudanças de hábito muito recentes e distúrbios de comportamento ainda estão sendo catalogados pelas ciências médicas e outras áreas do conhecimento.

Esse é o caso da ortorexia, disfunção alimentar que deriva de uma compulsão por comer rigorosamente determinado grupo de alimentos presumidamente saudáveis. Tal comportamento seria induzido pela febre que toma conta das redes sociais de musas fitness que disseminam um lifestyle que envolvem dietas cada vez mais específicas e, em muitos casos, mirabolantes.

Para saber mais sobre o que é a ortorexia e quais suas implicações, continue a leitura!

Entenda o funcionamento deste distúrbio

Uma das primeiras características desse distúrbio é a eliminação de grupos alimentares inteiros da dieta, como carboidratos ou lipídios, atitude não recomendada pela grande maioria dos especialistas.

O passo seguinte é a opção por ingredientes muito específicos ao produzir as próprias refeições e uma compulsão por revisar a lista de itens a serem utilizados. Outro aspecto que pode ser percebido é o constante julgamento de quem não segue os mesmos padrões que envolvem essa busca pela alimentação “perfeita”.

Socialmente, as mudanças também são perceptíveis. Há uma recusa por convites para eventos em família ou com amigos em que a alimentação não pode ser rigorosamente controlada. A justificativa quase sempre utilizada é “não vou para não cair em tentação”.

De forma mais ampla, a ortorexia faz da alimentação a pauta central da vida de quem sofre com o distúrbio. É como se a pessoa vivesse para pensar no que comer, quando comer e em que proporção comer.

Redes sociais como fonte do problema

As redes sociais ditam tendências e comportamentos que, em alguns casos, podem ser lesivos a nossa saúde e bem-estar. A ortorexia surge justamente a reboque dessa situação.

Temos, nesse caso, uma busca inalcançável pelo corpo perfeito, o que envolve reproduzir como verdadeiros mantras todas as recomendações dos perfis mais seguidos no universo fitness e #eatclean (hashtag presente em mais de 100 milhões de publicações). Recomendações essas que se não fazem mal à saúde, tornam-se fonte para essa compulsão.

Diagnóstico das autoridades em saúde

A ortorexia ainda não foi reconhecida pela Organização Mundial da Saúde como doença, tão pouco está presente no Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais da Associação Americana de Psiquiatria.

Isso não significa que o número de pessoas que sofrem com o distúrbio não seja algo preocupante. Em hospitais psiquiátricos de todo o país e do mundo há pacientes sendo acompanhados com todos os sintomas já listados anteriormente, o que tem levado a comunidade médica a difundir cartilhas sobre como diagnosticar e tratar o problema.

Tags: alimentação ortorexia redes sociais

Veja mais