Como os robôs de investimento atuam?

Eles invadiram o mundo dos investimentos, trazendo precisão e automação para as suas aplicações

Que a tecnologia veio para ficar isso é fato, carros inteligentes, sistema industrial automatizado, assistentes virtuais inteligentes e outras inovações que muitas vezes nem conseguimos acompanhar. Mas você já imaginou robôs realizando investimentos? Isso mesmo, os robôs de investimentos viraram uma tendência no mercado financeiro, são programas que, por meio de análise de bancos de dados e do comportamento histórico dos preços, conseguem dizer qual a melhor hora de vender ou comprar ativos em determinado momento.

Para entender melhor, eles funcionam por meio de algoritmos (sequências de ações lógicas) que acompanham o mercado e calculam soluções de aplicação. Para o investidor utilizá-los é bem simples, basta acessar o site ou app do robô, preencher um cadastro para que o robô saiba qual seu perfil de investidor e quais os seus objetivos. Preencher o questionário de forma correta é uma das partes mais importantes do processo, é preciso dizer o motivo pelo qual você quer investir, se é para comprar algo, para viajar, para aposentar cedo, tudo isso é levado em consideração pelo sistema. 

Após fazer o cadastro, o segundo passo é abrir uma conta em uma corretora - provavelmente parceira do robô de investimento - e transferir o dinheiro que deseja aplicar. Pronto! Feito isso é só ficar despreocupado que o robô aplicará seu dinheiro. E se você precisar de qualquer suporte, as empresas oferecem pessoas especializadas que te ajudam no processo.

Por meio do site ou aplicativo você consegue ficar de olho em tudo que acontece, desde o início da aplicação até quanto está rendendo. Além disso, apesar das plataformas serem 100% automatizadas, você tem controle sobre as aplicações, pode aceitar ou não os investimentos destes robôs.

Tipos de robô

O fato é que o mercado já oferece diversos tipos de robôs para atuar na área de investimento. Os dois principais são: robô advisor e robô de investimento ou trader.

O robô advisor é recomendado para pessoas com perfil poupador que pretendem juntar dinheiro a longo prazo, como para aposentadoria, faculdade dos filhos. Essa opção permite que o investidor faça gestão dos seus recursos em diferentes classes de ativos, ou seja, permite que os recursos sejam aplicados de forma diversificada. Em geral, ele é utilizado por pessoas físicas e apresenta simplicidade no uso.

Já o robô de investimento ou trader realiza um trabalho mais complexo. É utilizado por profissionais do mercado financeiro que desejam ganhar dinheiro em um período de tempo menor, mesmo que isso envolva mais riscos. O investidor deste robô geralmente realiza aplicações na bolsa de valores, por isso a estratégia do sistema é voltada para oportunidades de ganho com a flutuação de preço das ações negociadas na BM&Bovespa.

“Errar é humano”

Esses robôs já conseguem fazer aplicações simples, contudo inteligentes, e não há interferência humana. Por isso a vantagem, quando os processos são realizados por robôs, muitos problemas comuns são evitados como o “efeito manada”, quando todos seguem um mesmo caminho de mercado, além disso, os robôs não têm limitações como o cansaço, não possuem excesso de confiança e agem com precisão, acompanhando o momento correto.

Outras vantagens dos robôs de investimento são: segurança. já que eles seguem regras já existentes; inteligência, eles são capazes de utilizar estratégias de investidores que já têm experiência, bastam serem programados; facilidade, tudo é realizado por meio de um aparelho eletrônico, no âmbito virtual, você não precisa se deslocar; entre outras.

O robô investidor pode ser uma boa solução para quem deseja ingressar no mercado financeiro com segurança ou que busque mais simplicidade nas aplicações. Se você achou bacana a inovação, pesquise quais as melhores opções de robôs investidores no mercado. Uma boa corretora pode auxiliar na escolha, tirar suas dúvidas e oferecer todo o suporte técnico necessário. 

Tags: investimentos robos

Veja mais