Como aproveitar os dias quentes com saúde

Hidratação e alimentação adequada são essenciais para evitar imprevistos

Dias quentes combinam com sol, praia, clube e diversão. Disso ninguém discorda. Mas, todo mundo conhece alguém que “estragou a festa” e trocou a diversão pelo pronto-socorro. Desidratação, insolação e intoxicação alimentar estão entre os problemas mais comuns nessa época.

Os cuidados valem para todo mundo, mas bebês, crianças e idosos tendem a sentir mais os efeitos das altas temperaturas no organismo. Pessoas com sobrepeso e as que consomem bebidas alcoólicas também precisam estar atentas aos sinais que o corpo envia: sede, suor em excesso, etc.

Para fugir desse tipo de imprevisto, listamos alguns cuidados essenciais. Assim, você aproveita melhor os dias quentes sem prejudicar sua saúde:

Foco na hidratação: o certo é não esperar a sede aparecer e ingerir líquidos várias vezes ao dia. Como o corpo libera suor para equilibrar a temperatura, acabamos perdendo água e sais minerais. Uma dica é estar atento ao tom da sua urina, que deve estar clara e transparente. Cor escura e odores fortes significam que você está ingerindo pouca água. Bebidas alcoólicas e sucos com açúcar não hidratam, prefira sempre água.

Alimentação leve: dê preferência para alimentos com bastante água na composição como abacaxi, melancia, laranja. Evite as frituras a todo custo e bebidas alcoólicas ou com muito açúcar. Em dias muito quentes, a gente não costuma sentir muita fome, mesmo assim não deixe de se alimentar.

Proteja sua pele: evite a exposição entre 11h e 15h. Não saia de casa sem passar filtro solar e lembre de reaplicar a cada duas horas. Ao sair, abuse dos bonés, chapéus e da boa e velha sombrinha. Para vestir, use roupas leves e claras, de algodão ou malha. Tecidos sintéticos atrapalham na transpiração e cores escuras absorvem o calor.

Prática de esportes = hidratação reforçada: quanto mais intensa a atividade, maior a perda de líquidos. Aposte na água e nos isotônicos para manter o equilíbrio e evitar fadiga e prevenir câimbras. Os nutricionistas indicam de 400ml a 600ml duas horas antes de iniciar o exercício e, ao final, o suficiente para matar a sede. Em atividades mais intensas, tomar de 150ml a 350ml, a cada 30 minutos.

Sono tranquilo: quem não tem ar condicionado, sofre na hora de dormir. Uma dica é tomar um banho frio antes de deitar e evitar alimentos como chás e leite quente e não usar cobertas ou edredons.

Sinais de alerta

Veja como identificar os principais sintomas dos problemas mais comuns do calor:

Desidratação: o excesso de suor faz com que o corpo perca líquido e sais minerais. Tontura e mal-estar são os sintomas mais comuns, mas também pode haver alteração na pressão arterial.

Exaustão: causada pela perda excessiva de água durante a transpiração. Náusea, tontura, vômitos e até desmaios são sinais comuns. Diante desses sinais, mantenha a pessoa deitada em um local arejado e tente reduzir a temperatura corporal aplicando toalhas úmidas, por exemplo. 

Insolação: longos períodos sob sol forte podem acarretar desde queimaduras, lesões até a perda de consciência. O melhor a fazer é levar a vítima para um local arejado e borrifar água fria pelo corpo todo e oferecer água.


 

Tags: alimentação calor hidratação qualidade de vida saúde

Veja mais