Com as alterações na aposentadoria, jovens pensam em alternativas para o futuro

Muitos têm apostado em planos de previdência privada e até mesmo em investimentos mais ousados

Por Alana Ambrósio

‘Vou pegar esse dinheiro,  investir numa estratégia e reservar uma porcentagem para investimento. Acredito que já garantirá um sossego no futuro’.

Quem ouve o estudante Lucas Vargas falando nem imagina que ele tem só 19 anos. Começou cedo a investir: aos 17. E com uma leitura aqui, outra ali, hoje sabe muito do assunto. Os planos, você já ouviu: aplicar o dinheiro. Nem pensar em mexer na grana. O investimento é para o futuro.

Poupança, previdência privada, Tesouro Direto, Bolsa de Valores, compra de moeda estrangeira. O especialista em finanças pessoais, Gustavo Cerbasi, explica que os jovens têm se aventurado mais no cenário econômico.

Uma pesquisa feita pela BNY Mellon, em parceria com a Universidade de Oxford, mostra que na hora de pedir conselhos financeiros os jovens estão duas vezes mais propensos a se virar para a família em vez de procurar o banco.

No total, 53% da geração Y tem certeza de que as economias é que vão garantir o futuro quando idosos, contra só 31% que acreditam na aposentadoria pelo INSS. O pensamento da recém-casada Jéssica Santos de 24 anos é bem nessa linha. A tradicional poupança é escolha da maioria, 74% do público entre 18 e 30 anos.

O ideal é começar a investir o mais cedo possível. Separar R$ 100 por mês do salário já basta. E a sugestão do especialista em finanças é que a aplicação seja em uma boa renda fixa, sem tantos riscos, mas com retorno a longo prazo.

Apesar de a consciência cada vez mais crescente e evidente, 23% dos jovens ainda não fazem nenhum tipo de investimento.

Fonte: CBN

Confira o áudio:

Tags: aposentadoria futuro investimento jovens

Veja mais